Características Necessárias para Empreender

Muito tem se falado sobre o modelo mental do empreendedor, apontando inúmeras características necessárias e estilos idealizados para empreender com sucesso. Na prática, poucas pessoas são tão “monstruosas” a ponto de reunir tantos atributos pessoais e de dar conta de exigências tão grandes. Tentei reunir aqui atributos que são fruto da minha observação da ação de empreendedores de sucesso.

O primeiro deles é coragem, pela ótica da célebre frase de Mark Twain: “coragem é a resistência ao medo, domínio do medo, e não a ausência do medo”. Afinal, ausência de medo gera imprudência e relaxamento. A questão é não se deixar travar pelo medo, usando-o para avaliar riscos e tomar decisões antecipando possíveis consequências.

O segundo é a paixão, pois a escolha de uma atividade relacionada com o que dá prazer vai viabilizar o alcance de resultados muito melhores, afinal, uma pessoa apaixonada pelo que faz tende a trabalhar mais, pensar mais e estudar mais sobre o negócio.

Outro ponto é ter uma atitude estratégica, ou seja, antecipação, mobilização e realização. Isso implica em: (a) sistematizar o hábito de pensar o que pode dar errado e antecipar consequências das decisões “alguns passos à frente”; (b) desenvolver a capacidade de articular recursos e mobilizar pessoas para fazer o que precisa ser feito; (c) manter o foco no resultado e não nas obrigações ou tarefas; e (d) sustentar os macro-objetivos, priorizando o que realmente importa.

Nesse sentido, empolgar-se com o novo e ter vontade de fazer diferente são fundamentais para ampliar a capacidade produtiva e para conseguir oferecer serviços e produtos diferenciados e processos mais eficientes. Isso também envolve dispor-se a correr riscos (de modo calculado e com avaliações adequadas dos riscos, prêmios e consequências) e aceitar a ambiguidade como parte da vida, pois as informações que encontramos são incompletas; não estão disponíveis no tempo em que precisamos; e, muitas vezes, são contraditórias.

Portanto, ter disposição para errar e tolerar erros de aprendizado também se configuram como elementos importantes do modelo mental do empreendedor. Isso requer compreender que habilidades podem ser desenvolvidas e que o ser humano pode mudar, apostando no crescimento e na mudança. Isso também implica no uso do fracasso como lição para melhoria e crescimento, não se permitindo travar ou recuar. Afinal, na vida, na gestão e no empreendedorismo, fracassos e dificuldades vão acontecer, exigindo resiliência das pessoas.

Finalmente, é essencial buscar ativamente o feedback e absorver críticas para a melhoria, mesmo que não concorde, e sempre se perguntando “por que o outro percebeu assim?”. E ainda procurar espontaneamente ajuda e cooperação, não pretendendo saber tudo ou poder fazer tudo sozinho (ou ainda achar que contar com ajuda é sinal de fracasso – considero essa uma das grandes ameaças aos empreendedores). Em síntese, o empreendedor precisa aceitar sua incompletude e encarar a vida como uma oportunidade de aprendizado e crescimento constante.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.