Dando sequência ao artigo anterior, a definição de metas (e OKR) tem três utilidades essenciais: (1) direcionar as pessoas de uma organização para um objetivo comum; (2) estabelecer padrões de desempenho e entregas a serem alcançados e (3) desafiar as pessoas. Normalmente isso não é o que acontece em boa parte das metas que são definidas no mundo corporativo. Um problema central é a articulação do cumprimento das metas com a avaliação, remuneração e bonificação das pessoas, o que leva a metas que surgem da negociação e não do desafio. O que é melhor: fazer o possível para negociar uma…

Este conteúdo é exclusivo para usuários cadastrados no site da Delta Consulting!

Não tem cadastro? Clique aqui e faça o seu.