Recentemente li um livro chamado The Big Zero, que traz uma proposta de transformação do Orçamento Base Zero (elaborar orçamentos partindo do zero e não fazendo extrapolações de anos anteriores) para um modelo de crescimento, inovação e vantagem competitiva.

Pequenas e médias empresas são mais vulneráveis a períodos de turbulência no mercado, como a entrada de grandes concorrentes, consolidações de mercado por meio de fusões e aquisições de concorrentes ou quedas na demanda. Para reduzir o risco de quebrar, é essencial cuidar do fluxo de caixa.

Um dos grandes desafios dos empreendedores é precificar seus produtos e serviços e encontrar o ponto de equilíbrio do negócio. Para isso, quatro importantes referências devem ser consideradas: (a) os valores praticados pelo mercado de produtos ou serviços similares; (b) os custos empresariais e de produção; (c) o valor gerado ao cliente; e (d) o nível de procura pelo produto ou serviço.