O resultado de qualquer gestor é o somatório do resultado produzido pelo seu trabalho individual, dos resultados da sua equipe direta e dos resultados das equipes e profissionais influenciados pelo seu trabalho. Qual o problema: numa função gerencial, sempre vai faltar tempo para fazer tudo aquilo que precisa ser feito. Portanto, a função gerencial não é dar conta de tudo, mas maximizar os resultados com o uso do seu tempo escasso.

Por isso, a principal função gerencial é a alavancagem de resultados. O gestor deve focar sua atuação em potencializar os resultados das outras pessoas, ao longo do maior tempo possível.

Esse resultado pode ser potencializado de três formas: (1) o gestor desenvolvendo seu trabalho mais rapidamente, o que tem um limite muito claro; (2) aumentando o valor gerado pelas atividades desenvolvidas, por meio de uma maior alavancagem das outras pessoas; (3) trabalhando melhor, por meio da diminuição de atividades de baixa alavancagem e aumento das atividades de alta alavancagem.

alavancagem resultados gestao

Photo by Jungwoo Hong on Unsplash

E o que é esta tal alavancagem? Simplesmente é potencializar o trabalho das pessoas sob sua gestão ou influência. Esse trabalho acontece quando: (1) muitas pessoas são impactadas pela atuação gerencial; (2) comportamentos da equipe são impactados por muito tempo a partir de contatos únicos com o gestor; (3) quando o trabalho de um grupo grande é afetado por uma informação ou conhecimento-chave que o gestor compartilha.

Portanto, para desenvolver ao máximo os seus resultados, o trabalho gerencial deve envolver o máximo de pessoas na equipe; deve ser orientado aos valores, atitudes desejadas e ao desenvolvimento dos processos de tomada de decisão das equipes e; deve ser orientado à capacitação e ao compartilhamento de informações.

Pense sempre nisso: as atividades de alta alavancagem atingem muitas pessoas e devem ter efeitos duradouros. Um exemplo muito claro é a delegação bem-feita. Orientações claras, mesmo que para uma pessoa, com monitoramento próximo podem até consumir mais tempo do que você mesmo executar a atividade. Mas se essa atividade for frequente, você vai gastar algum tempo por algumas vezes e depois será necessário apenas pedir a atividade que a pessoa já vai conseguir fazer. Assim, você está potencializando o seu tempo e o da pessoa para quem você ensinou o trabalho.

Outros exemplos do trabalho de alta alavancagem é a própria definição de prioridades, que ajudam a organizar o trabalho de várias pessoas por um período de tempo razoável e o acompanhamento dos resultados e das entregas da equipe, que também atingem várias pessoas e têm efeitos extremamente positivos no desenvolvimento do trabalho e nos rumos das decisões tomadas pela equipe no cotidiano.

Mas atenção! A alavancagem também pode ser negativa! Ou seja, o gestor pode com o seu tempo produzir resultados negativos. Exemplos são:

  1. o adiamento de decisões, que paralisam a equipe;
  2. a comunicação pouco clara de prioridades, que confunde a equipe;
  3. a interferência excessiva, que trava o desenvolvimento e desmotiva a equipe;
  4. a delegação mal feita, sem o tempo, a orientação e acompanhamento necessários, que travam o desenvolvimento e não geram as entregas desejadas;
  5. atitudes de liderança que reduzem a motivação, como palavras mal utilizadas, falta de cuidado e atenção com a equipe.

Como você está utilizando seu tempo? Está investindo em atividades de alta alavancagem?

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *