Posts

swot oportunidades ameaças forças fraquezas

Cuidado para não perder seu tempo: construa a estratégia da forma certa! Planejamento estratégico é um tema cuja literatura é vasta. Muitas opções de metodologias a seguir. Os roteiros são abundantes. Basta dar um Google em “planejamento estratégico” para ver a pletora de ferramentas e possibilidades. A questão é que é extremamente difícil garimpar coisas […]

matriz swot estratégia planejamento estratégico

Uma das ferramentas mais populares e efetivas para um bom planejamento estratégico é a matriz SWOT. Ela nos ajuda a ordenar o pensamento sobre o contexto e as capacidades da empresa. Com essa ferramenta organizamos a avaliação empresarial em forças e fraquezas internas e oportunidades e ameaças externas. Mas muitas vezes ela acaba sendo estruturada […] Leia mais

Este conteúdo é exclusivo para usuários cadastrados no site da Delta Consulting!

Não tem cadastro? Clique aqui e faça o seu.

É muito comum observar empresários e executivos esperarem que o planejamento estratégico de suas organizações seja integralmente cumprido, conforme definido no início do ano ou do período em questão.

É muito comum confundir um plano de ação, objetivos e metas e programações de atividades com ter uma estratégia. E isto não é uma mera questão de semântica, mas de utilidade para avaliar o posicionamento e a competitividade de sua empresa ou gerência.

Muitas vezes se fala em planejamento estratégico, estratégia e planos como se fossem sinônimos, o que pode ser um grande risco para a competitividade das organizações. Logicamente que esse risco não se dá pela confusão de conceitos, mas pela adoção de práticas inadequadas de gestão.

Ainda é muito forte no mercado o mito do planejamento perfeito, com “sacadas” sensacionais ou previsões precisas, geradas por visionários. Não é que esses fatos não existam, mas é muito fácil analisar os casos de sucesso a posteriori, sob visões romantizadas de grandes estrategistas. Parece que isso faz sucesso e vende bem, afinal rompe com o desconforto de lidarmos com a ambiguidade e incerteza, quase que o tempo todo; nos dá a segurança de que alguém poderá nos dar um norte a seguir. Mas a realidade de estratégias vencedoras não funciona bem assim. E por que isso?